Utilidade Pública

Post de número 70, quem diria... Tudo bem que teve uns 3 ou 4 que foram comentários curtos mais do que posts, mas ao todo ainda assim é um esforço de pesquisa e tanto ter chegado até aqui.
Porém, tem gente que teve um pouco mais de sorte, e conseguiu achar o que procurava sem ter que pesquisar tanto, apenas googlando e caindo aqui, por mero acaso.

É sobre isso que quero falar hoje, sobre as buscas que o povo faz, e como uma combinação de palavras consegue trazer a galera até aqui.

Quando comecei o blog, decidi ser uma referência em lendas arturianas em idioma português, justamente pela falta total e absoluta de informações na internet; posso dizer que meu objetivo foi atingido, e se fosse por isso poderia simplesmente encerrar o blog e dá-lo por finalizado. Mas, teve uma legião de gente que aos poucos se simpatizaram com meu jeito de escrever; leve, descontraído, trazendo um assunto erudito numa linguagem nova, e como já me dizeram uma vez, "dificil parar de ler, mesmo com teus posts loooongos!". Baita elogio.

Semana passada estive por casualidade no evento de lançamento de um livro, o que me trouxe de novo à cabeça o que disse para mim mesmo faz um tempo: se posso blogar, sem dúvida posso escrever um livro também. E vou fazer isso, mas somente daqui a 10 anos. Por quê esse tempo todo? Questão de moral. Não nasci na Grã Bretanha, não tenho formação de cátedra sobre os assuntos que escrevo, apenas sou muito fuçador e tenho um fanatismo pelas lendas arturianas; e isso não é suficiente para que alguém realmente se interese por um livro da minha autoria. Deixo o texto na minha cabeça; quem souber esperar vai ter recompensas.

Mas tudo bem, no fim estou desviando do assunto. Tem muita gente que chega aqui por fazer buscas na internet; algumas são descaradamente trabalhos de escola, e não duvido que meus textos estejam agora nos cadernos de vários alunos de vai saber qual cursinho, ou mesmo até como conteúdo roubado em outros blogs ou sites. De certa forma, é um jeito de ser prestativo também, e atende a idéia original do blog de divulgar a lenda. Ainda assim, tem muita gente que cai no meu blog por assuntos que não condizem com meu texto, apenas por causa de uma infeliz combinação de palavras na hora de efetuar a busca.

Para ser ainda mais prestativo, vamos ver juntos o que as pessoas procuraram nos últimos 6 meses, olhando o top ten de buscas no meu contador, e responder dentro do possível...

Abril 2008
1) Rainha Guinevere: Beleza, falei dela, claro... essa pessoa achou o que buscava.
2) mmm... não. Aqui não.
3) vide 2)
4) ok, beleza...
5) err.. pode ser. Teve um post sobre isso, origem dos nomes ingleses, normandos.. sobre um livro chamado Early Britain.
6) Talvez... indiretamente.
7) Hein?
8) Vide 4)
9) Ôpa, gostei... essa é mais difícil. Alguém achou o que buscava meeeesmo :-)
10) Nhem... salvo que fale do bobo da corte do rei Arthur, nesse caso até vai.


Maio 2008
Sim, é rotina. Castelo da D... sempre nos primeiros lugares. Deve ser fascinante mesmo, mas aqui não rola.
Meus elogios para as 3 pessoas que procuraram pela história de Lancelot, boa sorte na escola!


Junho 2008
Ariete... de novo 3? Alunos aplicados...

Julho 2008
Catapultas... há uma tendência aqui, ou é impressão minha? O resto que estava caçando nomes era para colocar no cachorro, gato ou mesmo no seu avatar de algum RPG.

Agosto 2008
Inventos... inventos... estudar nem pensar, né? Novamente ariete e catapulta, desta vez um amiguinho se juntou à busca. Agora são 4.

Setembro 2008 (Até agora)

12 buscas por "merlin renata"? Qual é? Rê, me conta depois, tá?
Beijos aos dois que buscaram por Erec et Enide, acertando o nome original da história. Se até o final do mês vierem 4, retiro o beijo e mando estudar.

Até a semana que vem!

Um comentário:

Renata disse...

HAHAHAHHA "merlin renata" foi muito boa! Imagina as combinações criativas com meu nome que levavam até meu blog... lembro que uma vez alguém chegou lá buscando por "renata aleluia". Não captei a mensagem até hoje...
Mas olha só, meu rico nome te trouxe nada mais nada menos que OITO visitantes, não sete nem nove, mas OITO! heheheh Me manda um email pra gente negociar a continuação da minha participação nos seus comentários ;-p

Falando sério agora, parabéns por ter conseguido atingir seu objetivo com o blog. Mesmo que seja uma das poucas referências em português sobre a lenda, a internet está tão infestada de porcaria que fica muito difícil se destacar pelo que se oferece, mas isso prova que a dedicação e a qualidade dos textos trouxeram retorno :-) Continue assim!
E não espere 10 anos pra esse livro não!!!! E se eu morrer antes, como irei ler???

Beijos!