Camelot 3000 - Arthur no futuro!

Aconteceu, por acaso, que buscando uma e outra coisa na internet dei de cara com um gibi. Por curioso que pareça, no meu post anterior contei que o Prince Valiant tem toda a cara de ter nascido de um gibi, mas neste caso os quadrinhos não são sobre ele.


Uma série de 12 episódios escrita em entre 1982 e1985 veio contar uma história diferente. Olha só:

No ano 3000, a Terra é invadida por alienígenas, e os líderes do mundo se esforçam para enfrentar esta crise. Como a lenda conta, o Rei Arthur não morreu, mas descansa e aguarda para retornar quando sua amada Britania precisar dele... E teria um momento mais idôneo para ele retornar? Por um acaso, um zé mané tromba com um túmulo em uma escavação em Stonehenge, e dela surge Arthur para salvar a pátria. Com ele, outros personagens aparecem aos poucos (como Merlin por exemplo), mas a grande sacada é que os cavaleiros e outros personagens importantes da trama simplesmente se incorporam no corpo de pessoas vivas.

O gibi tem lados bons e lados ruins. Vamos ao ruim primeiro:

Os textos estão muiiiito ultrapassados, datados eu diria. Lendo algumas frases e olhando desenhos vemos que os ETs tem cara de insetos, andam como gente, usam armas "laser"... digamos, todo bem óbvio. O tom de discussão política envolve o confronto entre as potências da USA vs. URSS, e outras coisas bem gritantes dizendo "eu fui escrito nos começos dos 80". Ainda bem que tudo isso pode ser relevado, e até pode ser divertido como uma viagem no tempo.

Quase Cult

O lado bom é que este gibi abriu caminho trazendo um discurso adulto, e uma nova leitura à lenda arturiana; tudo bem que não é uma série que se destaque pela inventiva e criatividade, mas deu novo sentido aos personagens colocando-os em um cenário totalmente inusitado.O triângulo entre Arthur, Guinevere e Lancelot é recontado, assim como a busca do Graal e outros tantos eventos que fazem parte da lenda original.
Sobre o gibi, o roteiro é de by Mike W. Barr, desenhista Brian Bolland , e coloristas Bruce Patterson (1-6), Dick Giordano (6), e Terry Austin (7-12), publicado pela DC Comics. Como disse no começo, foi publicado entre 82 e 85, publicado novamente em 1998 encadernada em uma única edição, e agora reestréia em uma edição de coleccionador em capa dura, que está em pré-venda e tem data marcada para o 2 de Dezembro de 2008. Papai Noel, pensa nisso...

Deixo com vocês a primeira edição escaneada (de onde tirei a capa que ilustra o post), se divirtam lendo comigo o renascer do Arthur... Para ler, basta clicar em cada imagem. Detalhe: podem baixar as imagems ampliadas com click-direito e escolhendo "salvar link", ou com click-direito na imagem ampliada e usando "salvar imagem". Boa leitura!

Pág.01-05


Pág.06-10


Pág.11-15


Pág.16-20


Pág.21-25


Mais nos próximos gibis! Até a semana que vem!

2 comentários:

Marion disse...

Realmente isso foi uma surpresa para mim, nunca imaginei o Rei Arthur como personagem de uma HQ.

Gostei do post!

Beijos

Renata disse...

Interessante mesmo a idéia. Ainda bem que você fez um resumo da história, porque eu tentei umas 3 vezes mas não consegui ler. Não gosto desse tipo de quadrinhos, não flui pra mim... Até por isso demorei no comentário, mas desisti, não ia mesmo rolar hehehe
Beijos!