Momentos Épicos com o Malory

Desta vez quero propor um exercício. Peguei o começo do capítulo 5 do livro do Malory, no inglês crú e traduzi para o português (tudo bem, o MEU português).
O texto intercala segmentos nos dois idiomas, para que possam acompanhar o esforço de tradução, e as consultas ao diccionario comuns neste tipo de trabalho; eu simplesmente poderia ter lido o texto, compreendido e resumido, mas quis ter a sensação que um tradutor experimenta ao pegar um livro e tem por missão fazê-lo legível para as massas. Gostaria conhecer como escrever em português arcaico (por assim dizer o português bíblico) que me permitiria fazer uma tradução mais fiel do texto, mas peço que desconsiderem este fato e apreciem o texto como uma tradução literal porém moderna de um trecho do livro, bem conhecido para quem acompanha o blog ou mesmo quem já ouviu falar das lendas do Arthur. O desenho é de um outro livro, o Heroic Legends de Agnes Grozier Herbertson, Ilustrado por Helen Stratton e publicado em Londres em 1908.


CHAPTER V
How Arthur was chosen king, and of wonders and marvels of a sword taken out of a stone by the said Arthur.

Capítulo 5
Como Arthur foi escolhido rei, e das façanhas e maravilhas de uma espada tirada de uma pedra pelo chamado Arthur.

THEN stood the realm in great jeopardy long while, for every lord that was mighty of men made him strong, and many weened to have been king. Then Merlin went to the Archbishop of Canterbury, and counselled him for to send for all the lords of the realm, and all the gentlemen of arms, that they should to London come by Christmas, upon pain of cursing; and for this cause, that Jesus, that was born on that night, that he would of his great mercy show some miracle, as he was come to be king of mankind, for to show some miracle who should be rightwise king of this realm.

ENTÃO o reino esteve em grande perigo, já que entre os lordes poderosos e numerosos de homens, muitos reclamavam que deveriam ser nomeados reis. Assim Merlin foi até o arcebispo de Canterbury, e o aconselhou chamar a todos os lordes do reino, e os cavaleiros de armas, para que viessem a Londres no Natal, salvo por doença ou ferimentos; e que por esta causa, que Jesus nasceu naquela mesma noite, Ele teria misericórdia e mostraria algum milagre, assim como ele veio ser o rei dos homens, e desse jeito haveria um novo milagre para escolher o rei de direito deste reino.

So the Archbishop, by the advice of Merlin, sent for all the lords and gentlemen of arms that they should come by Christmas even unto London. And many of them made them clean of their life, that their prayer might be the more acceptable unto God. So in the greatest church of London, whether it were Paul's or not the French book maketh no mention, all the estates were long or day in the church for to pray.

Assim o arcebispo, sob conselho de Merlin, chamou todos os lordes e cavaleiros de armas para que estivessem em Londres com a vinda do Natal. E muitos deles vieram de coração puro, de forma que suas preces sejam mais dignas de serem ouvidas por Deus. Na maior igreja de Londres, tenha o apóstolo Paulo a visitado ou não (mas o livro francês não fez questão de mencionar), todos estiveram longamente na igreja para rezar.

And when matins* and the first mass was done, there was seen in the churchyard, against the high altar, a great stone four square, like unto a marble stone; and in midst thereof was like an anvil of steel a foot on high, and therein stuck a fair sword naked by the point, and letters there were written in gold about the sword that said thus:

*Matina: em inglês, matins, mattins ou Morning Prayer, é uma missa rezada somente na Igreja da Inglaterra e na Igreja Episcopal dos Estados Unidos.

Depois de acontecer a matina* e a primeira missa, foi vista no cemitério da igreja, contra o grande altar, uma grande pedra quadrada, como uma pedra de mármore; e na névoa como se fosse uma bigorna de aço, de um pé de altura, e presa nela uma bela espada sem bainha, com uma inscrição a ouro sobre a espada com os dizeres:

--Whoso pulleth out this sword of this stone and anvil, is rightwise king born of all England.

-- Aquele que tirar esta espada da pedra e a bigorna, é por direito rei nascido de toda a Inglaterra.

Then the people marvelled, and told it to the Archbishop. I command, said the Archbishop, that ye keep you within your church and pray unto God still, that no man touch the sword till the high mass be all done. So when all masses were done all the lords went to behold the stone and the sword. And when they saw the scripture some assayed, such as would have been king. But none might stir the sword nor move it. He is not here, said the Archbishop, that shall achieve the sword, but doubt not God will make him known. But this is my counsel, said the Archbishop, that we let purvey ten knights, men of good fame, and they to keep this sword. So it was ordained, and then there was made a cry, that every man should assay that would, for to win the sword. And upon New Year's Day the barons let make a jousts and a tournament, that all knights that would joust or tourney there might play, and all this was ordained for to keep the lords together and the commons, for the Archbishop trusted that God would make him known that should win the sword.

Assim as pessoas se maravilharam, e contaram para o arcebispo. Eu ordeno, disse o arcebispo, que fiquem dentro da igreja e orem a Deus mas, homem nenhum toque a espada até a grande missa terminar. Quando todas as missas acabaram, os lordes foram até a frente da pedra e a espada. E quando leram a escritura alguns tentaram, com se já fossem reis. Mas nenhum foi capaz de tirar a espada, sequer movê-la. Ele não está aqui, disse o arcebispo, aquele capaz de obter a espada, mas não duvideis que Deus lhe fará saber. Mas este é meu conselho, disse o arcebispo, obtenhamos dez cavaleiros, homens de renome, e que tentem obter a espada. Assim foi ordenado, e então foi divulgado que todo homem que quisesse poderia tentar obter a espada para si. Na data do Ano Novo os barões fizeram um torneio de justas, onde todos os cavaleiros pudessem participar, e foi ordenado que os lordes e seus seguidores permanecessem juntos, e o arcebispo confiou que Deus lhe faria saber dentre eles quem ganharia a espada.

Le Grand Finale

Curiosos? Que nada! Todos já sabem quem tirou a espada, o que talvez não lembrem são as circunstâncias, ou nem tenham lido o título do capítulo, discretíssimo. As vezes acho engraçado como já falei de tanta coisa, tenho referências no blog para praticamente tudo. O fato é que se traduzir dá trabalho, quanto mais contar isso tudo, seja a partir do imaginário pessoal ou em base as outras lendas e histórias ouvidas por aí. Nada disso tira o encanto de uma bela história bem contada... Voltem sempre, as lendas nunca acabam.

Até!

2 comentários:

Pedrita disse...

ah, eu gosto de ler desde a primeira página. é o mesmo com filmes. tanto que as resenhas dos livros e filmes eu só leio depois que vi ou li. beijos, pedrita

Renata disse...

Que trabalhinho esse de traduzir esse livro... acho que uns 70% desse inglês aí eu não conheço! Será que um dia sai uma versão desse livro em português? hein? hein? By Wally? :-)