Play Time!

Fazendo as buscas que faço normalmente para estudar sobre os assuntos do blog, dei de cara com a zman games, uma fábrica de jogos de RPG. Para quem nunca ouviu falar, RPG é o acrônimo de Role-Playing Game, ou jogo de rol, onde os participantes interpretam um papel. Eu particularmente acho um pouco de frescura categorizar certos jogos de RPG, já que tem muitos jogos que não caem nessa categoria mas também interpretamos um papel, seja de herói, piloto de avião, corredor ou até banqueiro. A zman games produz vários jogos interessantes, além dos RPGs, como jogos de tabuleiro e de cartas. E o que me chamou a atenção foi um jogo de cartas, mais precisamente o Camelot Legends: um jogo de baralho inspirado na lenda arturiana!

Pano de fundo não incluso no pacote.

Eu disse pra mim mesmo, "nossa, que coisa bacana, pena que não vai ter como comprar... afinal vende lá fora". De puro cabeçudo, fui ver como funcionavam as encomendas internacionais, como era o método para pagar, etc, etc. Bom, juntando coragem, paguei os 25 dólares do jogo, e os 20 dólares pelo frete, e fiquei sentado esperando. Para meu espanto, menos de uma semana depois da compra, a encomenda estava na minha porta. Foi melhor e mais rápido do que muitíssimas coisas que comprei aqui mesmo dentro do estado!

Primeira impressão: O jogo é LINDO. A arte das cartas foi feita por artistas bem conhecidos e talentosos, e o capricho aparece em cada peça. É quase uma pena que as cartas tenham que ter um tamanho padrão, porque os desenhos acabam ficando pequenos, rodeados de informação pertinente ao jogo.

O escudo no canto superior esquerdo mostra as alianças entre cavaleiros.

Segunda impressão: O material do baralho é EXCELENTE. "Isso aqui vai durar pra caramba", pensei.

Terceira impressão: Só depois de jogar!

Assim, ontem, sábado, jogamos duas rodadas, a Marion e eu. O jogo permite 2 a 4 jogadores, e tem um mecanismo de jogo muito bacana, tão bem bolado que pouco importa e jogam 2, 3 ou 4 jogadores, o jogo deve durar mais ou menos o mesmo tempo; quer dizer, não é como o Monopoly ou o War, que podem virar uma noite sem terminar de jogar. Você tem a garantia que o jogo vai durar de 60 a 90 minutos, o que garante um bom entretenimento aos participantes e um esquema de rodízio rápido quando tem mais gente. Para quem tiver curiosidade, tomei uma sova no primeiro jogo (19 vs. 30), mas no outro jogo a vitória me sorriu (27 vs. 22). Com certeza jogaremos muito ainda!

O jogo tem um componente de estratégia bem elaborado; todas as ações tem que ser planejadas, e a graça do jogo é jogar pensando no monte de objetivos. Imaginem jogar War sabendo os objetivos de todo mundo; seria como colocar no meio do tabuleiro do War uns 5 ou 6 objetivos em comum para todos os jogadores, e ganha quem conseguir o maior número de objetivos. É uma guerra descarada, com muita ação o tempo inteiro, mesmo para a calma de um jogo de turnos.

Do lado histórico ou épico, o jogo conseguiu capturar a lenda de um jeito surpreendente. Cada um dos personagens é descrito com riqueza de detalhes; o caráter de cada um reflete diretamente no resultado do jogo, ao ponto e influenciar outros personagens. Para dar um pequeno exemplo, Tristão fica aflito se não estiver perto de Isolda, e se sente revigorado ao estar perto dela, mesmo que em times diferentes. Ou o caso de Sir Kay, que tumultua a vida tanto de quem tem ele na sua mão como a dos outros jogadores. A carta ao lado é o Glatisant, que gerou tanta polêmica no post por causa da princesa assanhada.

O mecanismo do jogo é simples, e basta um par de rodadas para pegar o jeito. Como todo jogo novo, requer um certo esforço e um pouco de paciência para entender o mecanismo, mas depois tudo flui normalmente. O jogo ainda oferece três métodos de jogo: básico, estándar e avançado, envolvendo mais ou menos cartas, e botando mais um par de regrinhas para ficar ainda mais agitado. No fundo, é um Super Trunfo mais elaborado, e que no meu caso além de ser um ótimo jogo, é sobre o tema que mais gosto de falar e ler.

Quem quiser comprar, vai por mim, o jogo é legal e a compra é tranqüila, tudo via PayPal. Entrega direitinho, e foi em um prazo que não esperava de tão rápido. Lembrando, tanto o jogo quanto o manual estão inteiramente em inglês, portanto estão avisados. Mas quem quiser arriscar, mesmo sem ter muita fluência, posso garantir que além de se divertir vai aprender um bocado de palavras novas! Basta entrar no site da Zman Games, e procurar pelo jogo dentro da seção de card games.

Até a semana que vem!

3 comentários:

Renata disse...

Adorei a idéia!! As cartas são lindas mesmo! Quem sabe eu me dou de natal daqui a dois anos, depois que meu apartamento for entregue, hehehehe.
Fiquei de novo com vontade de jogar War. Meus companheiros de War debandaram e Gabriel insensível não joga comigo ("porque jogar de dois é muito pouco").
Beijos!

Marion disse...

O jogo é muito bom de jogar mesmo. Mas fica complicdo quando se aplicam as regrinhas das cartas eventos....poxa, fica impossível de fazer algo com o inimigo atancando a gente impiedosamente! :P

Adorei jogar com vc amor! :)

Wally disse...

Rê, pega teu insensível e vem pra cá para ver o jogo!
Marion, eu também adorei... e não reclama, até agora estamos empatados! Chuicks! Aliás, quero testar o modo standard...