Sessão Especial - As Brumas de Avalon

Sim, sei que estou devendo. Eu postava mais seguido, sem falhar um final de semana. Mas nem sempre as coisas são como a gente quer... Minhas desculpas aos que ficaram esperando por um post neste tempo todo. Por isso, como este post é longo, decidi postar hoje mesmo, no fim da sexta-feira, para dar mais tempo a quem quiser ver.

Seguindo com a série de posts sobre filmes arturianos, hoje trago para vocês a minha experiência assistindo o filme "As Brumas de Avalon", pouco tempo depois de terminar de ler os livros, e com a história na cabeça. Vamos lá!

A frase da vez:

What you know about Arthur, Lancelot, Guinevere and the evil sorceress Morgain Le Faye are lies. I know, because I am Morgain Le Faye.

As mudanças ao livro são bem evidentes, gritantes até, mas para dar agilidade à trama. Um exemplo disso é a menção às tatuagens de dragão nos braços, que no livro tem muito significado, porém no filme servem apenas para uma referência vaga. Outra coisa bem diferente ao livro são as cenas de batalha, que no filme são bem detalhadas; no livro é apenas um "foi lutar e voltou". O filme ganha muito com as batalhas, fica mais rico, e imprime velocidade que falta ao texto.Gostei muito do momento em que conhecemos o Uther. Ele é bem toscão, medieval mesmo, sujão, como os saxões que enfrenta.

Sobre as atrizes: gostei muito das interpretações. A inveja da Morgause é espetacular. A criança que interpreta Morgana novinha é de tirar o fôlego, de tanta credibilidade. Convence mesmo. Tem um rosto que passa toda a inocência da infância, e ao mesmo tempo uma tristeza no olhar, como a dos adultos que já passaram pelas amarguras da vida. Olhar de sabedoria, de experiência. Mudando de assunto, uma pergunta que não quer calar é: Por que Uther ficou em Cornwall depois de casar com Igraine, quando poderia ter ido para Camelot?

Falha nossa: Quando Vivian e Morgana chegam nas fronteiras de Avalon, os barqueiros surgem da névoa. Que eu lembre, eles somente podem entrar ou sair com uma sacerdotisa, certo? Não tinham que estar esperando na beira do lago?

O filme nos apresenta uma Vivian bondosa, maternal, diferente ao livro. Ela é muito boa com Morgana, como uma mãe compreensiva. Angelica Houston está impecável neste papel, imponente como a verdadeira dama do lago.

Lancelot.. Estava demorando para aparecer. O sonho úmido de toda mulher. Longe de qualquer agressividade ou aspereza que podemos esperar de um guerreiro medieval capaz de derrotar hordas de saxões, o Lancelot do filme é "o" cavaleiro, o galã, de barba feita e sorriso matador. Forte, másculo, sob medida, etc, etc..

Uma coisa que achei esquisitinha é o fato de Morgana ser uma mulher bela, até mais do que Guinevere. No livro, para quem não sabe, ela é baixinha, feinha, desleixada, e por isso chamam ela de Morgana das Fadas, porque parece com um tal de povo das fadas (anões do bosque, bixo-feio).

Inesquecível: a cara de tacho da Morgana quando vê como Lancelot perde interesse por ela ao ver a todopoderosa e megacasta Guinevere. Inveja é uma m....

Proibido para menores, que nada; a cena do Astado (onde rala e rola tudo) acontece com as pessoas vestidas. Nada de mostrar a pele onde o sol não bate.

Mudança do livro e espoiler, no filme eles transam em silêncio, e saem a cova como desconhecidos, sem se falar. Já no livro, depois do ato eles se falam e ela percebe que ele é Artur, seu irmãozinho. Bang, incesto.

Em.. ehem.. no filme, o jovem Arthur defende Uther em batalha. Que eu lembre, eles não se conheciam, afinal, Merlin o levou quando criança... mas tudo bem.

Pegando carona na cena anterior, Arthur é manipulado por Vivian para pegar Excalibur em um momento de vida o morte, de desespero. No filme, a cena é bem mais sacra, cerimonial. Não entendi muito bem a razão dessa edição, assim como a anterior.

VIDEO: Vejam só o sentimento de Morgana ao se ver manipulada. Essa cena me arrepia.



Coisa bonita de ver: O encanto de Accolon ao ver Morgana, e a amizade instantânea entre Morgana e Guinevere. Exatamente como no texto original.

O reencontro (finally...) de Morgana e Lancelot é tenso, e falam de um bocado de coisas que acontecem no livro. Pena que não ocorreram no filme, né? Como por exemplo a ficada dos dois em Avalon.

VIDEO: Surubinha real. Olha só e me diz se o Artur do filme não é um pastelão.



Lembrei de uma coisa, aliás... somente depois desta cena que surge o fanatismo da Gui por religião. No livro isso está presente desde sempre.

Err.. O fato pelo qual Morgana vai parar em Gales é um pouco diferente. No filme é uma confusão por não falar nomes, enquanto no livro foi uma decisão ciente do Artur para afastar Morgana de Camelot.

Acho que não falei disso ainda, mas o Merlin do filme é apenas isso, Merlin. Nada de bardos, nada de Taliesin, de Kevin, de arpas... tanto é assim que Merlin morre de velho, e pronto. Acabou-se.

E chegamos a Mordred. Nada se diz sobre a infância dele, que já era bem agitada; os poderes dele deixavam todo mundo preocupados, sem muita certeza do que esse moleque esperto ia virar.

Por outro lado, estamos quase no fim do filme e Vivian ainda está viva, tão viva que mata Morgause e morre nas mãos de Mordred. Isso sim é completamente diferente, tanto que Morgana nem virou dama do lago...

Entre outras coisas, nem falaram do povo das fadas, nem do graal..

Finalmente, Excalibur retorna para Avalon, mas de um jeito um pouco diferente. Tanto é assim, que no filme foi usada quase que como chave para entrar em Avalon, mas a idéia não foi ruim.

E no fim mesmo do filme e do livro, Morgana encontra a deusa, não com toda a riqueza do livro, mas quase.

Qual será o próximo filme, hein??


5 comentários:

Renata disse...

Gostei da comparação, super bem detalhada! Nada como ter as histórias bem frescas na memória.

A beleza da morgana sempre me intriga. Nos livros é feia, nos filmes é linda... é que tem que ter mulher bonita nos filmes, né? só pode ser heheh

Bjos!

Suzane disse...

Nunca comento em blogs e etc...


mas este post ficou ótimo, faz mais de quatro anos que li os livros e 5 que vi o filme. Muito eu já não lembrava e pretendo reler os livros em breve!

Otimas observações sobre filme e livros

Parabéns!

Wally disse...

@Rê: Ficou completinho, né? Vi o filme com um caderno em mãos para fazer as anotações (já que o note estava passeando com a minha cunhada), e foram 8 páginas de detalhes e coisinhas. Mas o que deu mais trabalho mesmo foram os videozinhos... acho que ilustraram bem os momentos que quis destacar.
Concordo com você, a beleza esporádica da Morgana é confusa... talvez ela seja feia, mas é fotogênica :-)

@Suzane: Oi, bem-vinda e obrigado por comentar! Espero curta outros posts também. Sempre procuro me informar antes de escrever, e por causa disso tem alguns posts bem longos e detalhados, mas sempre com um tom leve e descontraido. Lendas e contos foram feitos para serem divertidos, certo?

@ outros: Obrigado pela leitura!

Mara Sop disse...

Wow! Amei o seu blog! Dei uma geral em TODOS os posts, mas agora vou começar a ler com calma!
Sempre fui fascinada pelas lendas arturianas e agora que encontrei seu blog, vou virar uma leitora assidua!

Aliás, eu relutei muito em ler As Brumas de Avalon (particularmente não gosto da autora), mas li e gostei, apesar de não chegar aos pés de As Crônicas de Arthur. Agora estou tentando achar a minisserie pra poder ver a versão televisionada. Será que vou gostar? Tomara!

grande abraço!

Wally disse...

@Mara: Wow digo eu! Parece que meu blog ganhou uma fã, hehe...

Que legal que gostou, mesmo. Melhor ainda que tem aqui praticamente dois anos de posts para ler, é bastante material, tudo feito com muito cuidado e atenção, especialmente às fontes e origens de cada post.

Dúvidas? Curiosidades? Escreva! Comente! Pergunte! E obrigado mais uma vez pelo comment!