Cara de pau, eu? Imagina!

Para quem segue o blog e os comentários (quando tem, hehe..), a Bela fez uma pergunta na semana passada, que respondi nos comentários. Vou detalhar um pouco mais a resposta que dei.

A pergunta da Bela era:

"Qual o nome da obra de Shakespeare que fala da lenda arturiana?"

O primeiro que pensei é "viajou, nada a ver com o Shakespeare!". Mas nunca respondo sem pesquisar, e por isso meti a cara nos livros. Fato é fato, o Shakespeare fez muita coisa, e embora poderia ter escrito algo sobre o Arthur (até pela época) ele nunca o fez. O maior mérito do William (olha, já tô amigão do cara) foi unificar o zilhão de dialetos de inglês que havia na ilha britânica, e serviu de base para unificar a língua escrita. Seus contos, romances e histórias foram a base nada mais e nada menos que para o idioma inglês. Apenas isso. Moral, né?

Lógico que com essa fama toda, muita gente cara de pau tentou pegar carona, e lançaram obras se declarando "co-autores" junto com Shakespeare. Daí surgem os textos apócrifos, ou textos que comprovadamente não são de Shakespeare. Ao menos, é o que os estudiosos do assunto afirmam... The Birth of Merlim é uma peça cômica, que conta a história do Merlim nascendo adulto, ou em outros termos, o lance do Benjamim Button. É, o filme interminável do Brad Pitt não é um conto precisamente original.
Voltando ao The Birth of Merlin, ele foi lançado em 1662 como autoria de William Rowley e "William Shakespeare". Pena que Shakespeare morreu uns 4 anos antes... O mais provável é que Rowley tenha escrito com ajuda de alguém, mas não foi do seu falecido xará. E o texto não tem em nada o toque do Shakespeare.
Curiosamente, tem uma outra obra de autores diferentes chamada "A vingança de Cupido", que compartilha partes inteiras do texto do "The Birth of Merlin"; seria isso cópia da cópia?

Então Bela, acho que de fato o Shakespeare não escreveu nenhuma obra arturiana, mas é provável que você tenha confundido alguma obra arturiana como de autoria dele. Qualquer coisa me avisa.

Mandem suas perguntas, eu respondo!

Até a semana que vem!

4 comentários:

Renata disse...

Não sabia que Shakespeare "só" ajudou a unificar a língua inglesa com sua obra. Virei mais fã do cara agora, com Arthur ou sem Arthur ;)
Beijos!

Renata disse...

Feliz Cumple, Wally!!!
Tenha um belo dia e muitas alegrias sempre!!! :-)
Beijos!
PS. Recebeu meu email?

Gaby Freitas disse...

tem mais imagens dos outros escudos os que estão faltando

Wally disse...

@Gaby, desculpa, de qual post você está falando?